A importância do registro

Falando de forma bem ampla, o que seria de nós sem os historiadores que registraram os fatos importantes da história e, também, os fatos do cotidiano dos povos, como viviam, seus costumes, crenças? O que saberíamos sobre a história de Cristo, dos antigos povos da Mesopotâmia, Egito e até sobre os homens das cavernas se não houvessem os registros?

O que seria de cada um de nós se não tivéssemos alguém nos contando de onde vieram nossos antepassados, nossas origens, costumes?

A memória é um dos alicerces que dá sentido à vida, nos faz ser parte de um enredo, significando nossa existência. O registro nos permite compreender sobre o passado e aprender com os erros e acertos, dando melhores condições para planejar o futuro.

Madalena Freire, filha de Paulo Freire, é professora, arte-educadora, pedagoga e formadora de educadores, afirma que “a escrita materializa, dá concretude ao pensamento, dando condições assim de voltar ao passado, enquanto se está construindo a marca do presente. É nesse sentido que o registro escrito amplia a memória e historia o processo, em seus momentos e movimentos (…).”

Folhear álbuns de fotos da família, desenhos feitos pelos filhos na infância, ler cartas enviadas por amigos queridos são atos que dão muito prazer assim como ouvir as histórias que a vovó nos conta de como conheceu o vovô e como vieram juntos fugindo da guerra, ou a história dos nossos pais, como se conheceram e como éramos quando bebês.

Todas estas formas de contar a vida, a nossa vida, são essenciais para que saibamos o quão importante e queridos somos. É muito bom poder, a qualquer momento tirar da estante um livro ou um álbum com fotos e histórias que nos fazem lembrar momentos gostosos que passamos na companhia de pessoas queridas. É muito bom também pode sentar as crianças no colo e contar-lhes essas histórias, mostrar fotos de quando eram pequenas e como sua chegada foi importante para a família.

Registrar num livro personalizado, textos, fotos de aniversários, casamentos, festas, a primeira comunhão, desenhos feitos na escola é, sem dúvida, algo que devemos praticar para eternizar momentos significativos da vida.

anasigaud

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *